Receba nossa newsletter por e-mail
Receba as principais informações publicadas no portal.
Assinantes contam com conteúdo exclusivo
 

ARQUITETURA

Software permite ao cliente simular como ficará obra

Ferramenta da startup maringaense Cria gera visualização do uso de material de construção e já é utilizada por cerca de cem lojas no país
Solução da startup maringaense Cria permite ao cliente das lojas de material de construção visualizar como ficará sua obra

Com a solução, o próprio vendedor apresenta a imagem, na hora, para o cliente (Imagem: Reprodução)

A grande maioria dos brasileiros, quando vai construir ou realizar uma reforma, não tem condições de contratar um arquiteto. Por isso, as lojas de material de construção acabam assessorando os clientes de alguma forma. Muitas contratam designers para ilustrarem no computador como ficaria a obra com determinado material de acabamento. Mas essa é uma tarefa que pode demorar e atrasar as vendas.

Foi pensando nisso que o arquiteto maringaense Diogo Veluza Barros se juntou ao amigo Diego Locatelli, que é desenvolvedor de sistemas, para propor uma solução mais rápida e eficiente. Dessa união, nasceu há pouco mais de dois anos a startup Cria. “Há um certo gargalo nas lojas porque muita gente vai pedindo essas imagens, o trabalho vai acumulando e pode levar dias para elas ficarem prontas”, afirma Locatelli, que é CTO da startup. “Meu sócio chegou até mim com essa dor”, lembra.

Com a solução da Cria, que já é utilizada por cerca de cem lojas de material de construção no país, o próprio vendedor apresenta a imagem, na hora, para o cliente.

Veja no vídeo a explicação do CTO:

“A loja adquire um plano com determinado número de vendedores, que ganham usuário e senha”, explica Locatelli.

O software da startup é alimentado com todas as novidades da indústria da construção. “Temos um banco de dados de praticamente 90% dos fornecedores”, afirma. As lojas clientes não têm nenhum trabalho para atualizar as novidades, tarefa que fica por conta da Cria.

Solução da startup maringaense Cria permite ao cliente visualizar como ficará sua obra
Diego Locatelli e Diogo Barros, sócios da Cria (Foto: Divulgação)

Locatelli diz que, no início, ele e o sócio nem sabiam se o que estavam fazendo se encaixava no conceito de uma startup. Mas, com o apoio da Evoa, eles foram se familiarizando com o ecossistema de inovação. A Cria é um dos primeiros empreendimentos nos quais a aceleradora maringaense apostou. Há pouco mais de um mês, a empesa se instalou em sede própria. “Estamos crescendo muito. Já somos em nove pessoas”, diz o CTO. O quadro é formado por profissionais de programação, de arquitetura e comercial.

Sem nenhum investimento externo por enquanto, a startup se prepara para a próximo passo. “Queremos oferecer essa mesma solução para o cliente final. Queremos que o cliente possa fazer ele mesmo a simulação de uma reforma, de sua casa, antes mesmo de ir até uma loja.”

LEIA MAIS:

Maringaense Aiqfome ganha projeção nacional

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 5

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

3 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONFIRA TAMBÉM

Acesse sua conta